12 de setembro de 2018

LICENCIAMENTO EM CONSTRUÇÃO NOVA SOBRE 35,7%

No primeiro semestre deste ano, o licenciamento de novos fogos em construção nova subiu 35,7% em termos homólogos para um total de 9.688 habitações, valor que supera a totalidade de fogos licenciados durante o ano de 2014 (6.785).
Segundo a Síntese Estatística da Habitação agora publicada pela AICCOPN, no primeiro semestre foram emitidas pelas autarquias 7.329 licenças de construção nova e reabilitação de edifícios habitacionais, mais 20,7% que no ano passado. Destaque para a região Norte, onde o número de fogos licenciados aumentou 43,4% até junho. Destes, 66,5% são de tipologia T3 ou superior, 17,7% T2 e 15,8% de tipologias inferiores.
No mesmo período, o novo crédito à habitação concedido subiu 24,9% para 4.770 milhões de euros em termos homólogos acumulados. Mas apesar deste aumento, o stock de crédito à habitação manteve a sua trajetória de redução dos últimos anos, reduzindo-se 1,1% em termos homólogos para 92.800 milhões de euros.
Em junho, o valor médio da avaliação bancária da habitação foi de 1.180 euros por metro quadrado, mais 6,1% em termos homólogos, subida que foi de 6,9% nos apartamentos, para os 1.238 euros, e de 4,1% no caso das moradias, para 1.077 euros.
Nota também para o consumo de cimento em Portugal, que até junho totalizou as 1,38 milhões de toneladas, mais 3,6% face a igual período do ano passado.

VIDAIMOBILIÁRIA